Doutores da Alegria - LogomarcaDoutores da Alegria é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que introduziu a arte do palhaço no universo da saúde, intervindo junto a crianças, adolescentes e outros públicos em situação de vulnerabilidade e risco social em hospitais públicos. 

Fundada por Wellington Nogueira em 1991, a associação já realizou mais de um milhão e meio de visitas a crianças hospitalizadas, seus acompanhantes e profissionais de saúde. 

Em 2016 a associação se reposicionou institucionalmente a partir de uma nova governança e uma nova tarefa institucional, propondo a arte como mínimo social, ou seja, como uma das necessidades básicas para o desenvolvimento digno do ser humano, assim como alimentação, saúde, moradia e educação. 

A partir das intervenções em hospitais de São Paulo e Recife, Doutores da Alegria amplia canais de diálogos reflexivos com a sociedade, compartilhando o conhecimento produzido através de formação, pesquisa, publicações e manifestações artísticas, contribuindo para a promoção da cultura e da saúde e inspirando políticas públicas. 

No Rio de Janeiro desenvolve o Plateias Hospitalares, um programa que amplia o acesso à cultura por meio da curadoria de uma ampla e permanente programação artística gratuita em hospitais. E nacionalmente a associação articula uma rede com mais de 1.000 iniciativas semelhantes.

Doutores da Alegria

A Escola dos Doutores da Alegria surge como uma escola de arte, com pedagogia própria no ensino da máscara do palhaço. Ela atua na formação de públicos diversos – desde voluntários de grupos semelhantes a profissionais que queiram exercitar a criatividade – e também de artistas para intervir em palcos diversos, improváveis, onde as escolhas os levarem. Entre as iniciativas da Escola destaca-se o Programa de Formação de Palhaço para Jovens que oferece a jovens de 17 a 23 anos, em situação de vulnerabilidade social, uma iniciação na carreira artística voltada à linguagem do palhaço. Com metodologia única e abrangente no país e carga horária de 1.800 horas, o curso já formou cerca de 200 jovens.

Todo o conteúdo artístico produzido pelos palhaços a partir do encontro com pacientes é apresentado em teatros e em intervenções em empresas, compartilhando a experiência fora do âmbito hospitalar.

Por sua atuação pioneira no país em benefício à saúde pública, Doutores da Alegria foi certificada e reconhecida internacionalmente.

O trabalho é gratuito para os hospitais e mantido por recursos financeiros obtidos através de patrocínio, doações de empresas e pessoas e por meio de atividades que geram recursos, como palestras e parcerias com empresas. Saiba mais em doutoresdaalegria.org.br e em facebook.com/doutores.

A GELITA do Brasil é patrocinadora desta causa, pois também acredita na arte como um mínimo social que contribui diretamente para a melhoria da qualidade de vida das pessoas e da sociedade. 

Que saber mais sobre o trabalho dos Doutores da Alegria? Assista ao filme: